19 de Nov de 2018
 
Publicidade:
Pafac
 
Santaluz
 
Tá Na Rua
 
 
23/08/2018
 

Moisés Ribeiro é suspenso por dois anos por doping na Libertadores

O volante Moisés Ribeiro foi condenado a dois anos de suspensão pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol por conta do doping flagrado no início de fevereiro, em partida válida pela Libertadores, contra o Nacional-URU.

A punição é retroativa ao mês de fevereiro, quando o atleta da Chapecoense deixou de treinar com os companheiros de elenco e voltou para a Bahia, onde mora. Ainda há possibilidade de recurso da decisão e os advogados do jogador e do Verdão estão analisando a sentença para avaliar o que farão.

Por meio de nota, a Chapecoense mostrou discordar da punição dada ao atleta, de 27 anos.

- Associação Chapecoense de Futebol e seu departamento jurídico, respeitosamente, manifestam sua discordância em relação à pena aplicada ao jogador pelo Tribunal Disciplinar da CONMEBOL, e renovam o compromisso de adotar todas as providências necessárias para a defesa do jogador e para o esclarecimento dos fatos - disse o comunicado do clube.

A substância identificada no exame em questão é o corticoide, proibida pela Agência Mundial Antidopagem, a WADA. A coleta de urina foi realizada após o jogo de volta contra o Nacional, no Parque Central, no Uruguai, pela segunda fase da Libertadores.

No jogo de ida da competição, Moisés Ribeiro foi desfalque do Verdão por conta de uma lesão grau um no músculo adutor da coxa esquerda, sofrida dois dias antes da partida. Para a partida de volta, o atleta acelerou o processo de recuperação para poder ser escalado pelo então técnico, Gilson Kleina.

O corticoide é um hormônio esteróide que possui ação anti-inflamatória e é considerado doping por gerar aumento de desempenho nos atletas. Na Lista de Substâncias e Métodos Proibidos da WADA, os glicocorticóides aparecem com classificação S9. Para efeito de comparação, os anabolizantes são classificados como S1.

Está substância é considerada especificada, de menor gravidade, enquanto anabolizantes são chamados de não especificadas e classificados como de maior gravidade.

Moisés Ribeiro foi contratado em 2016 e participou da campanha do título da Copa Sul-Americana pela Chapecoense. A última partida dele com a camisa verde e branca foi no dia 14 de fevereiro deste ano, contra o Figueirense, no Campeonato Catarinense.

 

*Globo Esport

 
 
 
Publicidade
Léo Confecções
 
Prefeitura de Valente
 
A&B Consultoria
 
 
 
 
 
© Informe Bahia 2013 - Todos os direitos reservados