16 de Dez de 2017
 
Publicidade:
Fabio Rações
 
Seguro DPVAT
 
Pafac
 
 
30/11/2017
 

Injeções para enxaqueca têm bons resultados em estudos, diz especialista

 

Dois estudos publicados nesta sexta-feira (30) no “The New England Journal of Medicine” mostraram resultados promissores em uma nova classe de drogas contra a enxaqueca. Desenvolvidas na forma de injeção, trata-se do primeiro tratamento produzido especificamente para a prevenção da condição que, quando crônica, pode ocorrer 15 vezes ao mês, com duração de horas a dias em alguns pacientes. Segundo informações do G1, médicos usam medicamentos “emprestados” de outras condições, como o uso de anticonvulsionantes (Topiramato e Divalproato), antidepressivos (amitriptilina) e medicamentos contra a hipertensão (propranolol). Mário Peres, que acompanha os estudos com a molécula, estima que uma das injeções seja aprovada no segundo semestre de 2018 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Peres destaca que a principal vantagem das novas drogas é a tolerabilidade e a quase ausência de efeitos colaterais, já que os medicamentos usados hoje para a prevenção podem causar perda de peso, problemas de memória ou ganho de peso.

*Bahia Notícias

 
 
 
Publicidade
Léo Confecções
 
A&B Consultoria
 
JUDÔ
 
 
 
 
 
© Informe Bahia 2013 - Todos os direitos reservados